• Paulo Eduardo Nogueira

Cidades pequenas competem com metrópoles na inteligência




Quando se fala em cidades inteligentes, logo pensamos em grandes metrópoles antenadas em novas tecnologias, que geram ambiente incentivador da inovação. Curiosamente, porém, o Canadá – um dos países com melhor qualidade de vida do planeta – aponta na direção oposta: suas cidades pequenas, com baixa população, estão se tornando inteligentes de forma muito mais rápida e eficiente. Pesquisa feita pelo jornal The Globe and Mail revela que ambientes urbanos menores agilizam as medidas inovadoras de inteligência e implantam projetos mais rapidamente que metrópoles, sem a necessidade de trocar enormes sistemas de velha tecnologia.


Saint Albert, com 66 mil habitantes, é exemplo disso: seu plano de cidade inteligente, desenvolvido a partir de 2013, foi considerado pela consultoria Roland Berger um dos três mais avançados do planeta, só superado pelos de Viena e Londres. À frente de cidades como Chicago, Paris, Cingapura e Seul, entre outras grandes metrópoles, Saint Albert elaborou um plano com nada menos que 22 estratégias para desenvolver tecnologia e inovação. Uma das primeiras medidas foi adotar a fibra ótica para conectar todos os seus serviços. Hoje, seus sistemas interligados coordenam desde sinais de tráfego até consumo de água, passando por acesso a bancos de dados para melhor gestão.


Outro exemplo? Mount Pearl, com 24 mil moradores, patrocinou uma “hackathon” (evento que reúne programadores, designers e profissionais ligados ao desenvolvimento de software em maratonas de trabalho) com o objetivo de criar soluções tecnológicas específicas para desafios urbanos, como serviços de entrega, poupança de energia e melhoria da qualidade de vida.


Já Cornwall, com 45 mil habitantes, até criou um Centro de Inovação para ajudar empreendedores a turbinar seus negócios com assistência de técnicos especializados em tecnologias como agri-tech (produtos, serviços e aplicações que impulsionam a produção agrícola) e habilidades digitais (que têm repercussão direta sobre renda e oportunidades de desenvolvimento social).


Para avançar ainda mais nas cidades inteligentes, em novembro a Future Cities Canada Summit realizará, em Toronto, o evento Catalisando Soluções Comunitárias, reunindo lideranças urbanas e especialistas em projetos para compartilhar as melhores práticas, as soluções inovadoras e iniciativas atualmente em desenvolvimento que possam gerar comunidades capazes de utilizar tecnologias de forma eficiente e sustentável em benefício de toda a população.


#cidadesinteligentes #cidadessustentáveis #smartcity #digital #qualidadedevida #bemestar #gestaopublica


7 visualizações

Formulário de Inscrição

©2019 por Comunidade da Inovação. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now